Vidrarias de Laboratório

Bons resultados de uma análise laboratorial dependem do bom estado de conservação e da manipulação correta dos equipamentos a serem utilizados. Um dos procedimentos de suma importância nesse processo é a calibração dos instrumentos e equipamentos utilizados, a qual deve ser feita periodicamente em vidrarias de laboratório volumétricas e graduadas como pipetas, buretas, provetas, balões volumétricos, entre outros usados no laboratório.

A calibração de vidrarias de laboratório tem como finalidade verificar se a medida obtida por um equipamento é compatível com o esperado, a fim de corrigir qualquer tipo erro, reduzindo de forma considerável, custos com retrabalhos e desperdícios. A má calibração ou não calibração destas vidrarias de laboratório, pode ocasionar em resultados não confiáveis. 

Instrumentos para medição de volume, são em sua maioria, instrumentos de vidro cristal ou temperado e por isso são chamados de vidraria de laboratório. Eles possuem graduações em sua superfície externa, que são marcações onde se realizam as leituras do volume indicado. Esse tipo de vidro não reage com a maioria das substâncias usadas em laboratório e pode ser submetido ao aquecimento direto ou indireto sem quebrar. A fim de adquirir essa resistência mecânica ao calor, ao choque térmico e aos produtos químicos, costuma-se agregar um tipo de vidro especial que é o vidro borossilicato, em que é adicionado boro aos constituintes do vidro comum. O vidro borossilicato possui coeficiente de dilatação menor que o do vidro comum e menor densidade, sendo, portanto, mais leve. Além disso, seu ponto de fusão é maior. Visto que esse vidro é mais trabalhado, ele é também mais caro e, por isso, essas vidrarias devem ser manuseadas com muito cuidado.

Existem algumas dessas vidrarias que são escurecidas a fim de armazenar compostos que reagem com a luz.

A calibração das vidrarias de laboratório é um procedimento que garante um resultado analítico confiável. É uma técnica que deve ser realizada por um laboratório especializado, que na calibração aplica o processo de comparação com padrões que são mantidos sob rigoroso controle de qualidade.

No caso da vidraria, existem materiais que recebem de seus fabricantes certificados de lote, mas estes documentos não substituem o certificado de calibração, uma vez que são feitos por meio de um controle de qualidade amostral, com uma estimativa estatística e não pontual.

A falta de calibração ou uma calibração falha podem causar erros sistemáticos, caracterizados pela repetibilidade da falha em análises realizadas sob condições semelhantes. Por isso, há a necessidade de buscar laboratórios que adotem métodos eficazes e que possuam padrões de referência atestados pelas convenções nacionais e internacionais de medida. O CTM adota as mais recentes recomendações para calibração de Vidrarias de Laboratório.


Instrumentos para medição de Massa Especifica - Densidade 

A calibração de instrumentos para medição de massa especifica seguem assim como no caso de vidrarias de laboratório, rigoroso processo de preparação e execução da calibração. Adotando metodologias atuais e as recomendações dos organismos de metrologia nacionais e internacionais.

O CTM oferece serviços de altíssima confiabilidade para a calibração de instrumentos de medição de massa especifica.