Para lhes introduzir no mundo da medição de temperatura por radiação, segue um trecho do trabalho de conclusão de curso de engenharia do nosso gerente técnico do laboratório de temperatura e umidade, André Teruya.

"Termômetros infravermelhos fazem medições da temperatura sem que haja necessidade de ter contato com o objeto. Isso é possível pois todos os corpos em temperaturas acima do zero absoluto (0 kelvin ou -273 °C) emitem energia eletromagnética, a qual se propaga no espaço à velocidade da luz. Essa energia eletromagnética é medida pelo termômetro, que faz indicações em temperatura. Os termômetros infravermelhos e termovisores consistem de um sistema ótico e um detector. A transmissão pelos elementos óticos depende do comprimento de onda. Em qualquer comprimento de onda a quantidade de energia radiada pelo alvo é igual a quantidade absorvida pelo sistema óptico e à resposta do detector nesse comprimento de onda.

Os termômetros infravermelhos ou termovisores fazem medições da radiação eletromagnética dos corpos. O termômetro infravermelho faz medições da temperatura sem que haja necessidade de ter contato com o objeto. Ele mede a radiação térmica do espectro eletromagnético, que normalmente possui banda de 8 à 14 µm.

À medida que a temperatura aumenta, a largura da onda fica mais curta. O olho humano consegue enxergar ondas de largura 0,3 e 0,7 µm.

A maioria das pessoas associa a radiação térmica apenas a objetos quentes pois o olho humano não consegue detectar a radiação de corpos com temperatura inferior a 500 °C, entretanto, todo corpo em temperatura acima do zero absoluto (0 K ou -273 °C) emite energia eletromagnética, a qual se propaga no espaço à velocidade da luz. Mas, o que garante que todos os termômetros fazem essas medições de forma correta? Calibração.

Com base no princípio de emissão eletromagnética visto até agora, são construídos os termômetros infravermelhos, termovisores e câmeras termográficas.

Os termômetros infravermelhos são muito utilizados no mundo inteiro devido à sua praticidade devido à medição instantânea, sem a necessidade do contato com o material ao qual é medida a temperatura. Dentre diversas utilizações, as mais comuns são no ramo alimentício, farmacêutico, industrial e eletrônico (em placas ou painéis elétricos).

A calibração é o método utilizado para garantir a qualidade e confiança das medições dos equipamentos. Ela consiste em uma comparação de indicações de um equipamento ou sistema padrão rastreável às grandezas do S.I (sistema internacional de unidades) e o equipamento sob calibração. Além disso, calibrações com certificados de calibração rastreáveis são solicitados em normas da garantia da qualidade, como a NBR ISO 9001 e pela Anvisa.

O forno de temperatura padrão deve possuir alvo de corpo negro suficientemente grande e com temperatura homogênea. "


O CTM realiza a calibração de termovisores e termômetros infravermelhos (pirômetros ópticos ou termômetro à laser). Emitimos certificados de calibração com o selo RBC/Inmetro, ou seja, de acordo com a norma NBR ISO/IEC 17025. Verifique sempre se o laboratório possui certificações que comprovem sua competência.


Confira nosso escopo acreditado RBC para a calibração de termômetros infravermelhos aqui.