O que é calibração de instrumentos de medição?

Calibração é a comparação entre instrumento ou sistema de medição que está sendo calibrado e o padrão de referência, que está rastreado ao SI (Sistema internacional de unidades). 

Não necessariamente a calibração inclui o ajuste do instrumento. Uma trena, bloco padrão ou termômetro de líquido em vidro, não são passíveis de ajuste, por exemplo. Já uma balança, decibelímetro ou pHmetro, são ajustáveis. Nesses casos é importante conhecer os resultados do instrumento antes do ajuste e após o ajuste.

De acordo com o VIM (Vocabulário internacional de metrologia) a calibração é:

Operação que estabelece, sob condições especificadas, numa primeira etapa, uma relação entre os valores e as incertezas de medição fornecidos por padrões e as indicações correspondentes com as incertezas associadas; numa segunda etapa, utiliza esta informação para estabelecer uma relação visando a obtenção dum resultado de medição a partir duma indicação. 


A calibração pode ser feita em nosso laboratório de calibração ou in company. O CTM fornece calibrações com certificado de calibração em diversos tipos de instrumentos.

Consulte-nos para calibrações in locco em todo o Brasil.

 

Porque a calibrar?

A calibração dos instrumentos de medição é importante para a garantia da qualidade da fabricação de um determinado produto ou para emissão de resultados de um ensaio. Ela assegura que os instrumentos usados para controlar o seu produto estão dentro de um critério aceitável e que não vão prejudicar a qualidade final do produto.

A calibração dos instrumentos é necessária para o atendimento de normas NBR ISO 9001, normas da Anvisa, IATF 16949, NBR ISO 17025.

Se você possui muitos instrumentos que não são calibrados em sua empresa, pense o seguinte: O instrumento em questão irá afetar a qualidade do meu produto? Se esse instrumento estiver com um erro alto (marcando muito errado), qual será o impacto? Haverá prejuízo ou retrabalho?

Com esse pensamento, concluímos que nem todo instrumento precisa ser calibrado. Sim, foi um laboratório de calibração que está te dizendo isso! Gaste somente com o que for importante para a qualidade do seu produto ou serviço, respeitando, é claro, o atendimento a exigências de normas.

Concluindo, calibre apenas o instrumento de medição que tenha influência direta no resultado do seu produto final, não importando em qual etapa esse instrumento seja usado.


Confira o cronograma de treinamentos do CTM e entenda tudo sobre garantia da qualidade e calibração!


Em qual frequência um instrumento de medição deve ser calibrado? Veja um artigo completo aqui.

A frequência ideal de calibração de um instrumento de medição pode variar de acordo com o instrumento a ser calibrado e a frequência de utilização do mesmo. Por exemplo: Um instrumento pode ter uma frequência de calibração de 1 ano e ser usado raramente. Outro instrumento que já é usado mais frequentemente deve ter o intervalo entre as calibrações menor, por exemplo, 6 meses. Não é uma regra, existem diversos estudos para se saber a frequência ideal de calibração de um instrumento, mas é sempre importante analisar aonde e como o instrumento é usado antes de se estipular um período.



Rastreabilidade metrológica: 

Propriedade do resultado de uma medida ou do valor de um padrão estar relacionado a referências estabelecidas, geralmente padrões nacionais ou internacionais, por meio de uma cadeia contínua de comparações, todas tendo incertezas estabelecidas. O resultado de toda medição é expresso por um número e por uma unidade de medida. Para realizar uma medição, é necessário termos unidades de medidas definidas e aceitas convencionalmente por todos. O Brasil segue a Convenção do Metro, que adota as unidades definidas no SI (Sistema Internacional de Unidades) Como padrão para as medições.


Um metro equivale ao trajeto percorrido por, uma onda eletromagnética plana no vácuo, durante 1/299 792 458 (velocidade da luz) de segundo.

Um quilograma costumava ser o equivale a 1 dm³ de água pura na temperatura de 4,44°C. Atualmente essa definição mudou. Veja nesse artigo em nosso blog.

Um segundo é definido como a duração de 9'192'631'770 períodos da radiação correspondente à transição entre dois níveis hiperfinos do estado fundamental do átomo de césio 133.